Pré-Inscrição Milonga 2020

MILONGA 2020

Milonga frentepeqCampos de Fé(rias) das Paróquias de Cascais e Estoril

No seguimento do comunicado da Conferência Episcopal Portuguesa, cujo link aqui deixamos: 
http://www.conferenciaepiscopal.pt/v1/comunicado-do-conselho-permanente-da-conferencia-episcopal-portuguesa-02-05-2020/
este ano de 2020 não haverá Campos de Fé(rias) Milonga e Cravas.

Deixamo-vos a carta do Prior do Estoril sobre esta decisão:

"Queridos amigos, Cravas e Milonga 

Tendo em conta o contexto que estamos a viver da pandemia provocada pelo coronavírus, muitos têm perguntado se este ano pastoral, os fabulosos Campos de férias Milonga e Cravas se irão realizar.  Com a esperança de ter dados ou orientações mais consistentes para tomar a melhor e mais sensata resolução, o grupo organizador dos campos tinha decidido esperar até meados de maio para tomar uma decisão. Entretanto, dia 2 de maio, o Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa emitiu um comunicado em que adia para o próximo ano pastoral eventos como acampamentos e outras atividades similares passíveis de forte propagação da epidemia (nº 10). Assim, e porque somos um serviço da Igreja, um campo de férias católico em prol da evangelização dos jovens, cumpriremos esta disposição dos nossos Bispos, pelo que, este ano não realizaremos os nossos queridos campos de férias.
É com tristeza que vos dou esta notícia e, sei também, que é com muita tristeza que a recebeis. Sou testemunha do empenho e dedicação de todos vós, bem como do cuidado e carinho com que estais a preparar esta atividade, e que muito agradeço. Sei também como ficarão tristes os nossos jovens monitendos que sonham com este momento durante todo o ano. Mas também sei que voltaremos mais fortes para o ano, pois também nós fizemos a experiência do mistério da cruz:  'A minha alma está numa tristeza de morte…' disse o Senhor antes da hora decisiva. Hora de obediência e de amor até ao fim.
Obrigado a todos pelo esforço desenvolvido até aqui. O trabalho realizado nunca se perde.  Não só porque já nos enriqueceu, mas também porque fica já preparado para quando for preciso. Não fiquem tristes e não desmobilizem já. O grupo organizador vai procurar ver se há condições para se fazer um programa alternativo, sem ser tipo acampamento ou similar, que respeite as orientações dos nossos Bispos e das autoridades de saúde, pelo que, muito em breve daremos mais notícias. 
Com muita amizade
Padre Paulo Malícia"

Até breve!